Computação serverless, simplificada.

"Serverless" não significa que não há servidor. As mesmas VMs e contêiners que você gerenciava ainda estão lá, mas, em vez de precisar corrigir, proteger e dimensionar esses servidores, sua responsabilidade agora está nas mãos dos provedores de nuvem. Outro modo de entender o que significa "serverless" é "computação como serviço" (CaaS) ou "funções como serviço" (FaaS).

Uma explicação sobre workloads serverless

Quando instrumenta seu ambiente serverless, você sabe exatamente o que acontece no código quando responde a uma solicitação. A boa instrumentação mensura essas transações, aumenta a observabilidade de seus sistemas e emite traces, logs e métricas úteis.

A instrumentação aumenta a observabilidade

Todo componente deve ser instrumentado: aplicativo para dispositivos móveis/navegador, serviços de computação na nuvem (AWS, Azure, GCP), aplicativos e microsserviços de aplicativos, Sistemas Operacionais de servidores (nuvem, local ou virtual), serviços gerenciados.

Requisitos para um monitoramento efetivo de workload nativo na nuvem

Instrumentação no nível do código

Ao instrumentar tudo em seu ambiente dinâmico, você consegue mensurar (e otimizar) a quantidade de trabalho executado pelos workloads.

Trace distribuído

Entenda e correlacione todas as interações na jornada de uma solicitação pelo código e os serviços dependentes, para que você consiga localizar, identificar e depurar rapidamente os gargalos.

Análise, inteligência aplicada e alertas

Com funcionalidades inteligentes, é possível explorar os dados, descobrir as correlações automaticamente e reduzir ruído de alertas.

Tenha acesso total e gratuito à New Relic

Monitore seu stack gratuitamente com acesso total à plataforma e 100 GB de ingestão por mês. Sem cartão de crédito.